Jaboatão: Opinião do Leitor sobre Projeto da Coleta Seletiva

Prêmio – Coleta Seletiva

A pequinês do “eu que fiz em 2009 mais nunca fui premiado”

Roberto, como leitor, gostaria muito de ponderar um pouco sobre o assunto que foi abordado com certa frequência em seu Blog sobre o Projeto de Coleta Seletiva que recentemente ganhou o prêmio da ONU na gestão do Prefeito Anderson Ferreira.

Coleta Seletiva é um projeto que existe a muitos anos em vários locais do mundo. Jaboatão ter iniciado 2009 essa atividade era mais do que uma obrigação. Se passaram 8 anos de gestão e nenhum prêmio foi conquistado nesse período. Quem conhece ou leu um pouco sobre como é feita a escolha dos projetos ganhadores, sabe que a ONU analisa tudo ano a ano para fazer a premiação e não levam 10 anos e 5 meses para avaliar se um projeto é bom ou se é ruim. A avaliação para conquista do prêmio se deu exatamente nessa gestão e com certeza foi em razão do melhoramento do programa feito na atual gestão do Prefeito *Anderson Ferreira*. Os próprios participantes podem confirmar o tratamento diferenciado que eles têm nessa atual gestão, cursos de capacitação, inclusão no programa minha casa minha vida, assistência para as famílias colocarem seus filhos em creche e escola municipal e valorização profissional são apenas alguns pontos que foram incrementados de 2 anos pra cá. Todo projeto bom tem que ser mantido, mais todo tratamento ruim tem que ser melhorado e foi isso que a atual gestão fez.

O prêmio não é apenas pela ideia, é também o reconhecimento do tratamento e cuidado com a vida das pessoas que foi dado nos últimos 2 anos. Se antes eles eram tratados como coletores de resíduos, hoje eles são tratados como pessoas com capacidade de fazer a diferença e são reintegradas ao mercado de trabalho por meio de sua valorização pessoal e profissional.

O julgamento que deveria estar sendo feito é sobre a mudança de vida que foi proporcionada a essas pessoas nesses 2 anos e 6 meses de gestão e não essa pequinês de quando e quem iniciou o projeto. Quem não se lembra dos trancos em barrancos em 2009 para se criar esse programa ? O detalhe era que se fazia mais do que a obrigação de andar e seguir a evolução ambiental que o planeta vivia. O fato que é bom deixar claro é que antes nossos amigos e guerreiros catadores eram deixados de lado à margem da sociedade e hoje são pessoas capacitadas e premiadas mundialmente. Eu acho que o ex prefeito deveria se preocupar em sua eleição lá no Cabo porque aqui em Jaboatão as urnas já deram o prêmio dele, uma passagem sem volta. Parabéns a todos envolvidos na mudança!

Leitor

Rogério Soares

Jaboatão

Leia Mais