Presidente do Sindicato dos Servidores do Jaboatão diz que histórico do governo Elias Gomes foi corrompido.

PCC

Depois que o Prefeito garantiu a unanimidade da Câmara dos Vereadores, tudo passa, é como uma onda no mar. A denúncia do Presidente do Sindicato em nota publica no blog precisa ser levada a sério, vejamos; como um projeto da importância como este, foi enviado à Câmara na sexta feira 01/11 e ter sido tramitado em regime de urgência? E no dia 04 de novembro ter sido lido sem a menor discussão? É um absurdo o que acontece na cidade do Jaboatão. Segundo o Presidente do Sindicato David Matos, “O histórico de negociação do governo Elias gomes foi corrompido na medida que usou do rolo compressor para encaminhar e ver aprovado um projeto de lei que mexe na vida da totalidade dos servidores de Jaboatão”. E questiona, “Um governo que fez recentemente uma plenária popular para ouvir o povo de Jaboatão, volta as costas para o servidor público mobilizando a totalidade dos vereadores para aprovar este projeto, repita-se: sem qualquer discussão”. É bom lembrar que o Rolo compressor agora é toda a Câmara.

Dois pesos uma medida. Quando os vereadores tentaram abrir a CPI, lembro-me que a mesa da casa disse que este tipo de projeto deveria ter o parecer do jurídico para ser votado, pois é, foi enviado e só depois de mais de 15 dias, o parecer veio. Agora quando é para votar este tipo de projeto, não precisa de parecer algum, eles são eficientes e numa cajadada só aprovam tudo.

Dica: A Máquina De Vendas Online 2018

Deixe um comentário: