Pastor e Política não combinam II

Há cerca de 6 anos escrevi um artigo com o mesmo título e que teve muita repercussão, passados este tempo, resolvi escrever sobre o mesmo assunto, infelizmente a conclusão é a mesma, Pastor e Política nunca vai combinar. Importante lembrar que o Pastor recebeu um chamado de Deus para pastorear o seu rebanho que a ele confiou-o. Sempre entendi que a função de Pastor é uma das mais importantes para a igreja de Deus, fui de uma geração onde via o Pastor como um homem chamado para a obra, hoje, todo mundo se intitula de Pastor sem saber o real significado da palavra, vejamos o que diz em Jeremias 3.15, “E vos darei pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com ciência e com inteligência”. Você Pastor foi escolhido para apascentar o povo de Deus, foi escolhido para amar, ainda que o seu amor não seja correspondido, “Ser pastor não é o título, é o homem que se torna, a palavra que se vive todos os dias, as dificuldades que são superadas e os testemunhos que vão se formando. ”

“Quando nos deparamos com o mundo político, o concreto da política, nos dar a entender que existem diferenças entre política, ser político e fazer política. ” Leonardo Sampaio,
Educador Popular. Política é o meio de se fazer o bem comum, de cuidar, de promover a felicidade humana, de preservar o planeta, logo, ser político é fazer valer o direito do cidadão na sua essência, portanto, fazer política exige de quem vai exercer um cargo ou mandato ter ética, compromisso, dignidade, honestidade e conhecimento do seu papel enquanto gestor.

Para o exercício do cargo como Vereador ou qualquer outro cargo, a legislação brasileira exige que o candidato esteja filiado a um Partido, o Partido por sua vez, e agora com a Lei da Fidelidade partidária, exigir que o seu parlamentar vote com as ideias do Partido, neste sentido, o Pastor vai ter que votar com o Partido que se filiou e que se comprometeu a seguir, começa agora a grande divergência entre ser pastor e político ao mesmo tempo.

Se você recebeu o chamado para ser Pastor, Deus o quer no seu pastorado, no entanto, se você tem vocação para ser político, nada contra, deveria primeiro se afastar do pastorado e seguir sua carreira como Político, não misturando o seu pastorado com a atividade legislativa, você pode ser um Pastor sem igreja, sem o púlpito, e principalmente, se utilizar da condição de Pastor para ter o voto das suas ovelhas, se fizer assim, poderá ser mais útil ao reúno de Deus. Muitos pastores têm usado o púlpito para colocar políticos para pedir voto, este tipo de atitude só tem afastado os que vão para a igreja ouvir a palavra de Deus. Pastores, vocês são escolhidos, diferenciados, são pessoas que foram chamados para apascentar as ovelhas de Deus, o mais importante, vocês foram eleitos, já receberam um mandato que não precisa ser renovado, Deus te deu uma Igreja, um púlpito, seguidores de Cristo para que vocês cuidem dos filhos de Deus, aí fica a pergunta: Porque ser político se Deus os escolheu para a missão mais importante da sua vida, a de ser Pastor de ovelhas do todo poderoso. Pastor e política não combinam.

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *