Nenhum governo termina tudo e nenhum que chega também. Sempre vai haver o que fazer no dia seguinte.

Temos percebido que as críticas que fazem aos governantes são as mesmas em qualquer que for a época, o importante é lembrar que nenhum governo que acabou de deixar uma gestão terminou tudo que prometeu, e, nenhum que chega também, portanto, as críticas precisam ter base para que chegue com credibilidade e a população possa entender. Vejamos, uma escola ou qualquer equipamento que seja motivo de crítica e que aparece dois ou três meses da posse de um governo pode ou não ter a solução rapidamente, mesmo porque, em três meses um imóvel ou equipamento não apresentaria tal desgaste, quer dizer, provavelmente foram equipamentos e imóveis que se danificaram numa gestão anterior, no entanto, os que chegam devem começar a recuperar aquilo que é patrimônio público dentro de um cronograma possível de ser realizado.

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *