Não dar para admitir a violência como argumento para ganhar uma eleição. É preciso fazer alguma coisa antes que uma tragédia aconteça em Jaboatão.

stone-e-vinceInfelizmente tivemos que noticiar a violência que aconteceu hoje à tarde quando do final do debate na Rádio Jornal, jovens e mulheres foram agredidos, todos os envolvidos tomaram as medidas cabíveis, e cada um conta a sua versão. O tom que deram ao debate foi o estopim para a onda de violência que tomou conta entre os militantes dos dois candidatos. Importante que assistam o debate e tirem suas próprias conclusões em relação aos debatedores, de uma coisa eu tenho certeza, não houve debate, o que houve foi provocações e acusações que foi iniciada já na primeira pergunta feita pelo candidato Anderson Ferreira, daí para frente a coisa foi esquentando e o nível cada vez mais baixando entre os candidatos Neco e Anderson Ferreira. Este tipo de atitude e comportamento só afasta o eleitor e denigre a imagem da nossa cidade. De um lado as acusações feitas pelo pessoal de Neco sobre as agressões:

“Com relação as agressões referidas, logo após o debate da Radio Jornal no dia de hoje, na verdade a militância do candidato a prefeito do PDT Neco, é que foi agredida por militantes do candidato a prefeito Anderson Ferreira, aos gritos de “FAVELADOS E LADRÕES”, ditos agressores partiram para a agressão física dos correligionários de NECO, tendo dois integrantes, um deles identificado como Caio Moura, e o outro identificado por Luiz Felipe, agrediram fisicamente uma senhora grávida de quatro meses de nome Joseane Cristina da Silva; a outra uma idosa de mais de 70 anos chamada Mariza Correia de Menezes, que foi hospitalizada pois ficou impossibilitada de se locomover uma vez que estava com a perna inchada devido a chutes violentos desferidos pelos agressores, Caio Moura e Luiz Felipe; e a Sra. Fabiana Barbosa de Lira, que também foi agredida fisicamente.”

Do outro lado as acusações do pessoal de Anderson sobre as agressões:

“Um dos coordenadores da campanha do candidato a prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, Luiz Felipe, foi agredido covardemente por uma pessoa próxima de Neco. Como se pode ver na sequências das fotos, Luiz Felipe estava do lado de fora do carro de Anderson, quando o homem de camisa branca e óculos escuro se aproximou por por trás e o atingiu no rosto, sem chance de defesa.”

Temos que alertar as instituições e a própria OAB-JB para se posicionarem e tomarem as medidas cabíveis para que este tipo de atitude não ocorram mais neste segundo turno, isso não é democracia. Ninguém ganha com isso, ninguém mesmo. Pelo que ouvi esta noite, a campanha tende a esquentar ainda mais até o dia 30.

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *