Jaboatão: Palácio terá um nome forte em Jaboatão para disputar a Prefeitura em 2020

O Governador Paulo Câmara já está avaliando os nomes que o PSB tem em Jaboatão, ou até mesmo outras lideranças próximas ao PSB e do Palácio para carimbar a presença do Partido em 2020. Jaboatão é uma cidade importante para os planos do PSB visando as eleições de 2022, uma cidade estratégica da região metropolitana e que pode ser o peso na balança que faltaria para a eleição do próximo governador de Pernambuco na sucessão de Paulo Câmara. Conversas vão ocorrer, inclusive o grupo de oposição da cidade deve ser procurado para uma conversa sobre as reais condições de se ter uma opção única, ou até três candidaturas, no máximo, para que a eleição seja decidida ainda no primeiro turno, claro, com a vitória do palácio, que teria um candidato, neste caso. Hoje o nome mais cogitado para assumir este desafio, ainda é o da Deputada Gleide Ângelo que é filiada ao PSB e foi a mais votada em 2018 no município.

A Candidatura no campo da oposição com reais condições de vitória passa a ser muito importante para as pretensões do PSB pernambucano, portanto, será levada a sério, até porque, o Partido não vai querer entregar o Estado tão facilmente. Hoje já se posicionam como de oposição, além dos 9 vereadores que já fazem este papel, o Deputado estadual e pré-candidato pelo PP, Joel da Harpa, o ex-prefeito Elias Gomes, filiado ao PSDB, e também pré-candidato, o Vereador Daniel Alves e Thiago Modenesi, ambos do PCdoB, que também despontam como provável nomes do Partido, o do Professor Fred Pinheiro que teve seu nome posto como pré-candidato e o do Professor Roberto Santos, além de outros. Os Ferreiras vão tentar lançar um nome em recife para negociar Jaboatão, no entanto, a postura de criticas ao governo do Estado não facilitou em nada este caminho, na realidade, o grupo dos Ferreiras querem e apostam que vão surfar na onda Bolsonaro.

VEREADOR 2020: Estratégias e tatícas para uma campanha vencedora