Governo de Pernambuco reforça ação conjunta para monitorar risco de chegada de novas manchas de óleo

O Governo de Pernambuco, juntamente com a Capitania dos Portos – Marinha do Brasil, montou um grupo interinstitucional, com objetivo de unir esforços para monitorar manchas de óleo que possam chegar ao Litoral Sul do Estado. O grupo, formado por representantes das secretarias de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Defesa Social, Turismo e Lazer, Agência CPRH, Defesa Civil, Porto de Suape, Ibama, reuniu-se nesta quarta-feira (16), na sede da Capitania dos Portos, no Bairro do Recife. A partir desta quinta-feira (17), uma série de novas ações preventivas serão colocadas em prática, como a realização de sobrevoo para identificação de possíveis manchas e, se necessário, a instalação de barreiras.

Uma vistoria conjunta será realizada, na manhã desta quinta (17), com um helicóptero da SDS, saindo do Agrupamento Tático Aéreo da SDS, no Recife, em direção à divisa do Estado com Alagoas. A aeronave percorrerá todo o Litoral Sul pernambucano. A intenção é identificar a existência de pontos de manchas de óleo em deslocamento do litoral alagoano para Pernambuco, uma vez que foram observados resíduos na praia de Japaratinga (AL). O voo também permitirá que seja analisado se essas plumas estão agregadas ou dispersas. A operação ainda envolve embarcações da Marinha percorrendo a região.

“A proximidade de manchas de óleo no limite entre Pernambuco e Alagoas, nos fez redobrar os trabalhos de monitoramento e definir ações preventivas. Por isso, teremos equipes áreas e marítimas para localizar possíveis manchas e iniciar um processo de contenção e retirada desse material antes que chegue às praias pernambucanas. Estamos mobilizando a estrutura do Governo do Estado e unindo forças junto à Marinha para preservar o nosso patrimônio natural”, destacou o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti.

Durante a reunião, foi anunciado que a Marinha, a Petrobras e a Transpetro disponibilizaram barreiras de contenção e de absorção, além de mantas absorventes. Esse material poderá ser usado para isolar as manchas ainda no mar, absorver o óleo e retirá-lo das águas. A Prefeitura de São José da Coroa Grande também está mobilizada e disponibilizará máquinas e equipamentos necessários para uma possível retirada dos resíduos do barco e posterior transporte dele para um aterro industrial. Além disso, as comunidades de pescadores da região se disponibilizaram a ajudar no monitoramento do litoral.

Dica: A Máquina De Vendas Online 2018