Fórum debate formas de auxiliar desenvolvimento das empresas

O 4º Fórum Municipal das Microempresas (ME), Empresas de Pequeno Porte (EPP) e Microempreendedores Individuais (MEI), reuniu empresários no auditório da Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe) para debater ações que auxiliem no crescimento das empresas do Estado.

Na abertura dos trabalhos, a presidente da Junta Comrcial, Terezinha Nunes, afirmou que a burocracia amarra o setor empresarial e impede que o país cresça. “Considero que debates como este são fundamentais para que haja um avanço na questão do registro empresarial em Pernambuco”, destacou. Para ela, um passo gigantesco do Estado contra a burocracia empresarial é o Redesim/PE, sistema implantado pela Jucepe, que simplifica e agiliza o processo de registro de empresas.

O fórum, que reúne entidades de diversas áreas, é dividido em comitês. O  primeiro trata sobre alternativas de linhas de crédito para as empresas, que foram apresentadas por representantes do Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Caixa Econômica Federal.

O segundo comitê discutiu ações na área de desburocratização, escutando empresários que falaram sobre a importância das prefeituras e dos órgãos estaduais transformarem-se em ambientes menos burocráticos. Para o empresário Joaquim Rocha, o mundo passou por diversas transformações, tanto que muitas vezes é injusto ir ao mesmo lugar várias vezes para resolver o mesmo problema. “Não precisamos de tanto papel, precisamos mesmo é de pessoal”, afirmou.

O terceiro comitê busca a capacitação empreendedora e ações que visam à inovação tecnológica dentro da empresa. Ricardo pena da Secretaria de Licenciamento Urbano falou sobre alvará e sua importância para o funcionamento das empresas.

O 4º Fórum Municipal integrou as atividades da Semana Global do Empreendedorismo. O evento, que foi organizado no Recife pela Secretaria de Desenvolvimento da Prefeitura, faz parte de um movimento mundial encabeçado pela Endeavor, considerada uma das principais organizações de fomento ao empreendedorismo no mundo. A Jucepe foi um dos polos descentralizados do evento.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *