Botão do Pânico: Vereadora defende projeto em audiência pública que reuniu autoridades da segurança na cidade

Na manhã desta quarta-feira (17), a vereadora Aimée Carvalho promoveu no Plenarinho da Câmara uma audiência pública que discutiu a instalação do Botão do Pânico nos ônibus do Recife. O Projeto de Lei Ordinária 59/2017, de autoria da vereadora, está nas Comissões da Casa José Mariano aguardando os pareceres para ir à votação.

Estiveram presentes o secretário de segurança urbana do Recife, Murilo Cavalcanti; o gerente de infra-estrutura de Tecnologia da Informação do Grande Recife Consórcio, Alexandre Severo; o representante da URBANA-PE, Bernardo Braga; o delegado Joel Venâncio, da Polícia Civil; o major Alexandre Tavares, da Polícia Militar; e o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Benilson Custódio. O Plenarinho também estava repleto de cidadãos que compareceram ao encontro para deixar suas opiniões.

A irmã Aimée anotou todas as sugestões dos participantes para deliberações. Foi sugerido, por exemplo, uma alteração no nome do dispositivo, que, ao invés de ser chamado de Botão do Pânico, pode passar a se chamar “Botão de Socorro” ou “Botão de Emergência”. Outra sugestão anotada pede que a palavra “Perigo” não seja posta no letreiro do ônibus, como pedia o projeto originalmente, para evitar mais riscos para os cobradores e motoristas.

Por solicitação do secretário Murilo Cavalcanti, uma nova audiência será realizada nos próximos dias para que as polícias apresentem uma radiografia dos crimes nos ônibus da cidade do Recife. “Precisamos saber onde estes crimes ocorrem, em que bairro e em quais horários, para que a gente trabalhe medidas preventivas e repressivas”, afirmou.

“Eu estou realmente disposta a dificultar o trabalho dos assaltantes. Não podemos mais viver assustados na cidade”, afirmou a vereadora, que se comprometeu a estudar todas as sugestões para que o Projeto siga para votação o quanto antes. Ela também pediu mais otimismo das pessoas. “Vai dar certo, precisamos ser otimistas. Vamos trabalhar em conjunto. Segurança não é só um dever da Polícia, mas de todos nós”, destacou. A irmã Aimée deve anunciar nos próximos dias a data do novo encontro, que desta vez abordará questões técnicas quanto a implantação do projeto.

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *