AUDIÊNCIA PÚBLICA ESCLARECE DÚVIDAS SOBRE SISTEMA DE TRANSPORTE

por Pedro Tinocopublicado 19/05/2017 17h50, última modificação 21/05/2017 06h35
Representantes dos usuários do serviço de transporte, da Prefeitura, da Câmara de Vereadores, do Ministério Público (MP) e dos trabalhadores do sistema complementar participaram e deram uma grande contribuição para o avanço e aperfeiçoamento do projeto que regulamenta o serviço em Jaboatão dos Guararapes, hoje (19), durante audiência pública realizada nesta Casa. Agora, após as discussões, a proposta será levada ao plenário para votação pelos vereadores na próxima sessão ordinária, prevista para a segunda-feira (22).
AUDIÊNCIA PÚBLICA ESCLARECE DÚVIDAS SOBRE SISTEMA DE TRANSPORTE

O presidente da Câmara, vereador Adeíldo da Igreja, afirmou que o debate foi esclarecedor e ajudou a tirar dúvidas dos vereadores e dos demais envolvidos na questão. “É um projeto complexo, que envolve questões técnicas profundas. Além disso, a regulamentação passa pela questão metropolitana, já que não podemos criar um sistema simplesmente municipal. Então foi muito positiva a participação da prefeitura, do Ministério Público, dos trabalhadores e dos usuários. Agora a votação será mais tranquila. Estamos conscientes e vamos escolher o melhor para o povo de Jaboatão”, afirmou.

Durante o debate foram levantadas as dificuldades que precisam ser superadas pelos entes envolvidos na questão. Todos reconheceram, entretanto, que da forma como vem funcionando o sistema complementar não pode continuar, pois é ruim para usuários e também para os cooperados que operam os micro-ônibus. Os trabalhadores se queixam da falta de crédito para renovação da frota e na outra ponta os usuários reclamam do serviço ruim.

O Ministério Público, por sua vez, alertou que, tecnicamente, o sistema tem que ser metropolitano. “A lógica é que Jaboatão entre na licitação para concorrer. Há custos que são cobertos pelo sistema, que deve ser único na Região Metropolitana. Não podemos ter 14 sistemas diferentes”, afirmou o promotor Humberto Graça, titular da Promotoria de Transportes do MP.

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *