Ação da Prefeitura de Jaboatão, em parceria com as Polícias Militar, Rodoviária Federal e Dnit, inicia nova etapa em área próxima à Vila Nestle, no Jardim Jordão

Em parceria com as polícias Militar (PMPE), Rodoviária Federal (PRF) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes iniciou, nesta quarta-feira (28), nova etapa da Operação Cartão Postal nas margens da BR-101, principal rodovia federal que corta o município. Na parte inicial da ação, carcaças e ferragens de quatro ferros-velhos situados nas proximidades da comunidade de Vila Nestle, em Jardim Jordão, foram removidos para um terreno de propriedade particular no bairro de Muribeca. A operação terá prosseguimento nesta quinta (29).

De acordo com o secretário em exercício de Ordem Pública e Segurança Cidadã de Jaboatão, Adelmo Aragão, nenhum dos ferros-velhos tinha licença para funcionar. Ele explicou que um dos objetivos da Operação Cartão Postal é facilitar os deslocamentos, além de manter a ordem pública e a segurança dos pedestres e motoristas da área. “Queremos revitalizar a via pública. Além de colocar em risco a população que circula pela região, a apropriação indevida destes terrenos dificulta a ação do Dnit em eventuais intervenções para recuperação de cobertura asfáltica da BR”, disse.

Aragão explicou ainda que o amontoado de ferragens armazenadas pode servir de criadouros para mosquitos transmissores da dengue, o que também motiva a ação. “Queremos reestruturar as entradas de nossa cidade ligadas à BR–101”, completou. Já o chefe da delegacia metropolitana da Polícia Rodoviária Federal, Jamersson Santana, ressaltou que as áreas são de propriedade da União e que é preciso preservar as faixas. “O objetivo é reordenar as áreas de circulação e deixá-las livres de invasão.”

A ação iniciada nesta quarta (28) dá sequência a outras semelhantes realizadas ao longo do primeiro semestre. O trecho da rodovia que fica no limite entre os municípios de Jaboatão e Cabo de Santo Agostinho também já receberam intervenções. Em nenhuma das investidas houve resistência dos proprietários das carcaças, já que todos são comunicados previamente. Um caminhão do tipo munck, dois do tipo caçamba e uma retroescavadeira são usados na remoção dos detritos. A operação, realizada no formato Combo da Ordem, reuniu homens das secretarias municipais de Infraestrutura, Segurança Cidadã, Fiscalização Urbana e da Superintendência de Trânsito.

Deixe um comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *