Academia de Letras do Cabo empossará seis novos membros em evento que comemora os 100 anos de Celina de Holanda

A poetisa que viveu no Cabo, Celina de Holanda, será homenageada na festa de posse dos novos acadêmicos

Novos escritores tomarão posse na Academia Cabense de Letras, no próximo dia 23 de outubro, a partir das 19h, na Câmara de Vereadores do Cabo. Entre os nomes estão a poetisa Francisca dos Santos, o cordelista Esperantivo, o jornalista Wilson Firmo, o poeta popular Ferreira e o Radialista e também poeta popular, Véio Abidoral. O assento dos novos membros elevará para 23 o número de acadêmicos da ACL. O evento lembrará o centenário de nascimento da patrona da entidade, a poetisa Celina de Holanda, que passou a infância em engenhos de cana-de-açúcar na área rural da cidade.

Os recém chegados escritores terão como patronos os cabenses Otávio Lins, Israel Felipe, Padre Geraldo Leite Bastos, Milton Lins, Justiniano Marinho e Antonino de Oliveira Junior. Durante o evento, será lançado o livro da poetisa e atual acadêmica Vera Rocha, ‘A Cidade Vista da Minha Janela’.

“Esse é um momento de reafirmação do compromisso social de fortalecer os valores locais em literatura, atendendo ao mesmo tempo às metas da entidade, de sempre homenagear os talentos literários da cidade. Por isso, estaremos realizando uma homenagem a Celina de Holanda e ao poeta Antonino, o Tuninho, que era membro fundador e neste evento passa a ser patrono, depois do seu falecimento”, lembra o presidente da ACL, João Sávio. A homenagem pelos 100 anos de Celina de Holanda será feita por um grupo de estudantes que dramatizarão seus poemas, sob a direção cultural de Evânia Copino.

João Sávio lembra que a ACL tem dado continuidade às intervenções sociais literárias no cenário cultural da cidade, com diversas ações, entre elas, recentemente, o projeto ‘Com Todas as Letras’, que uma vez por mês reúne intelectuais, recitadores e declamadores de poesia no espaço cultural do restaurante Malagueta, na Rua Amaro P. Cavalcante, no Centro do Cabo. O propósito do projeto, ressalta, é abrir uma ponte às pessoas que têm o talento literário, seja acadêmico ou não, escritor já reconhecido ou não. “Para isto, deixamos o microfone aberto a quem quiser participar. A oportunidade está aberta ao mundo das letras”, convida o presidente da ACL.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Current ye@r *